[RESENHA] A garota que você deixou para trás, de Jojo Moyes

A_GAROTA_QUE_VOCE_DEIXOU_PARA_TRAS_1387072752B
Drama|| A garota que você deixou para trás|| Jojo Moyes|| Editora: Intrínseca|| Páginas: 384

Sinopse: Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo, a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.

Hey, leitores! Tudo bem?

Confesso a vocês que faz mais de um mês que li este romance e, simplesmente, não estava conseguindo escrever a resenha da forma que gostaria. Li outros livros nesse intervalo de tempo, mas ainda assim, percebi que a resenha não estava sendo bem desenvolvida. Aí vocês devem se perguntarem: Por que, Malu? O livro é ruim? Então eu respondo: NÃO! O romance de Jojo Moyes me tocou de tal forma, que não sei se consigo expor toda a emoção que senti ao lê-lo. Porém vou tentar!

A narrativa é dividida em duas partes. Na primeira temos a história de Sophie Lefèvre, uma mulher que vive a espera de seu marido. No ano de 1916, na cidade de St. Pèronne – cidade esta que vive o pesadelo da Primeira Guerra Mundial – Sophie e sua irmã Hélène tentam sobreviver e cuidar de seus filhos e do irmão mais novo Aurélien. Devido a guerra, eles lutam para não morrer de fome e cansaço. Sophie conheceu Édouard – seu marido – em Paris quando ela trabalhava em uma loja anos antes. Ele um pintor, ela uma vendedora. Édouard partiu para a guerra para lutar no front há dois anos e a única coisa que traz recordações felizes para Sophie nesse momento de horror é um quadro que ele pintou dela.

20160126_121934

Um novo Kommandant chega a St. Pèronne e com ele uma nova esperança para a ingênua Sophie, pois ela percebe nesse novo homem um olhar mais gentil, humano e amigo. Será que Sophie vai conseguir reencontrar seu amado marido?

Quando você voltar, Édouard, juro que serei de novo a garota que você pintou.”

Em Londres, no ano de 2006, conhecemos Liv, uma viúva que após quatro anos da morte do marido ainda não consegue superar tal perda. Tudo fica ainda mais difícil quando ela admira o quadro A garota que você deixou para trás – presente de casamento que ganhou do marido. Quando finalmente ela resolve dar uma nova chance para o amor. Herdeiros de Édouard Lefèvre aparecem para reaver o quadro que tanto a fascina. Agora além de tentar superar o luto, Liv precisará lutar na justiça para permanecer com o quadro.

“Já não choro pelo meu lar. Não poderia dizer por quanto tempo viajamos, pois os dias e as noites se fundiam, e o sono se tornara um visitante fugaz e esporádico.”

Em primeiro lugar informo a vocês que me apaixonei pela personagem Sophie. Me apaixonei pela sua coragem e pela força que ela demonstrou ao longo da narrativa. Os momentos difíceis que enfrenta nas mãos dos alemães, as situações humilhantes a que ela se sujeita para ter o marido de volta. Jojo Moyes criou Sophie de uma tal forma que às vezes é até difícil entender que ela não é real. A sutileza e a humanidade que Sophie passa em um momento tão difícil como a guerra é cativante! ❤ Quanto a Liv, confesso a vocês que não foi “amor à primeira vista”. Pois ao contrário de Sophie ela não demonstra força, nem vontade de viver. Somente a partir do momento em que ela recebe a notificação sobre os verdadeiros donos do quadro é que eu começo a simpatizar com ela. Pois é nesse momento que ela começa a demonstrar coragem e força para lutar por aquilo que ela acredita ser o certo.

20160121_193552

A escrita de Jojo, como sempre, é impecável! Ela alterna a narrativa em 1ª e 3ª pessoa. Na primeira parte os capítulos são narrados por Sophie, enquanto que a segunda parte é voltada para Liv. No decorrer da leitura caíram algumas lágrimas, como sempre! O enredo é de tirar o fôlego. Acho que estou realmente e irrevogavelmente apaixonada pelo trabalho de Jojo Moyes! ❤

A Tati Cardoso preparou uma playlist muito legal para ouvir durante a leitura de A garota que você deixou para trás. Se você ficou interessado é só clicar Aqui.

Beijos e até o próximo post!

Malu 🙂

Anúncios

8 comentários sobre “[RESENHA] A garota que você deixou para trás, de Jojo Moyes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s