[RESENHA] A Rainha Vermelha, de Victoria Aveyard

A-Rainha-Vermelha
Distopia|| A Rainha Vermelha|| Victoria Aveyard|| Editora: Seguinte|| Páginas: 422|| Classificação: 5/5

Olá, amores! Tudo bem com vocês? 🙂

Gente, confesso a vocês que comecei a ler A Rainha Vermelha sem grandes expectativas, mas no decorrer da leitura eu fui ficando cada vez mais encantada com a narrativa. A Rainha Vermelha é um daqueles romances em que você ama e odeia um personagem na mesma medida. A escrita de Victoria Aveyard também me conquistou imensamente, pois ela conseguiu criar um mundo em que a sociedade é dividida pelo sangue: vermelho ou prateado com uma dosagem certa de drama e pouco romance. A história é narrada em primeira pessoa, sob o olhar de Mare Barrow e se passa no país de Norta.

Mare Barrow é uma menina de 17 anos que vive em um vilarejo com a sua família chamado: Palafitas. Ela possui sangue vermelho, ou seja, pertence a camada humilde da sociedade. Diferentemente de sua irmã caçula, Gisa, que tem a habilidade para bordar, Mare não possui nenhum dom que não seja o de roubar. Ela faz de tudo para sobreviver em um mundo que respira guerra, onde os prateados exploram os vermelhos. Onde aqueles com 18 anos que não tem nenhuma profissão são recrutados para a guerra. Mare está quase completando a idade de ser recrutada. O que a deixa menos triste quanto a esse inevitável recrutamento é que ela vai poder se juntar aos seus irmãos junto ao front.

“Os deuses ainda governam. Ainda descem das estrelas. Só não são mais gentis.”

Fotor_147069482969391

No entanto, um encontro com um desconhecido mudará sua vida por completo. E de repente ela se vê no palácio real exercendo um papel que jamais desejou: a de uma prateada! Na corte ela é obrigada a exercer todas as ordens da rainha Elara e do rei Tiberias, mas Mare logo vai descobrir o seu verdadeiro destino. O de que um estranho poder que emana de seu corpo, que a deixa no mesmo patamar dos prateados, mas ao mesmo tempo a torna diferente e uma ameaça, um perigo à sociedade prateada! Dessa forma, sua jornada inicia. Uma jornada de lutas, de sangue, de revolução e de poder!

“De hoje até o fim dos seus dias, você precisa mentir. Sua vida depende disso, menininha elétrica.”

A Rainha Vermelha é um romance que nos apresenta tantos elementos que torna difícil falar sobre o enredo sucintamente. Nesse jogo de intrigas ficamos ávidos por desvendar cada mistério que a narrativa provoca. Percebe-se muitas vezes que a personagem Mare é movida pelo coração. O que a torna um alvo fácil de pessoas manipuladoras, que apenas a utilizam em seu jogo de xadrez. E confesso a vocês que isso muitas vezes me deixou com vontade de lhe dar umas boas tapas, mas ao mesmo tempo, consolá-la por se mostrar tantas vezes corajosa. E é isso que nos deixa mais apaixonada pela história, pois é bom quando um romance proporciona a você emoções tão conflitantes. ❤

Fotor_14706950441170

“Sou uma garota vermelha em meio a um mar de prateados. Não posso me dar ao luxo de sentir pena de alguém, menos ainda do filho de uma cobra.”

Posso dizer a vocês que Victoria Aveyard fez um excelente trabalho, ela nos cativa com a descrição das personagens, ao mesmo tempo, que tece uma narrativa encantadora. Tenho certeza que os leitores que amam distopia vão se apaixonar perdidamente pelo romance A Rainha Vermelha. ❤ É claro que eu poderia falar um pouco mais sobre a narrativa a vocês, mas não posso correr o risco de soltar algum spoiler. Só posso acrescentar que fiquei tão encantada com a história que não vejo a hora de ter a sequência de A Rainha Vermelha: Espada de Vidro em minhas mãos.

 “ – E nós vamos nos levantar. Vermelhos como a aurora.”

Beijos e até o próximo post!

Malu ❤

Anúncios

5 comentários sobre “[RESENHA] A Rainha Vermelha, de Victoria Aveyard

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s