[Entrevista] Papo literário com a escritora Aline Sant’Ana

Olá, leitores! Tudo bem com vocês?

Hoje nosso papo literário é com a linda escritora Aline Sant’Ana, escritora das séries “De Janeiro a Janeiro” e “Viajando com Rockstars”.

14017895_934819176643924_1503809352_n

Aline é uma leitora assídua, apaixonada pelos romances que lê e personagens que cria. Acredita que através dos livros pode viajar e adora isso. Formada em Administração pela Universidade Católica de Pelotas, pressupõe que exatas é a sua área — realmente é — a não ser um lado do seu coração que sempre a levou para a literatura. Mora com sua avó, seu namorado apaixonado por games e Zelda, sua cachorrinha da raça Lhasa Apso. À distância, recebe apoio e amor incondicional da sua mãe, irmã e pai, além de suas melhores amigas que nunca a deixaram desistir do seu sonho de publicar um de seus romances. Nas horas vagas, quando não está escrevendo, gosta de assistir séries, filmes e conversar com seus leitores por meio das redes sociais. Acredita que a escrita é capaz de mudar pessoas e trabalha para que isso se torne realidade.

L.C. Aline, primeiramente, nos fale um pouco sobre você.

A.S. Olá! Sou a Aline Sant’ Ana autora da série Viajando com Rockstars, já publicada em livro físico, e da série De Janeiro a Janeiro, publicada somente em formato digital pela Amazon. Comecei a escrever por diversão desde muito nova, mas a focar nos romances mesmo foi somente com vinte e três anos.  Iniciei pelas fanfics e depois parti em busca das originais. A escrita começou como um refúgio e uma maneira de me distanciar dos problemas pelos quais estava enfrentando na época. Até hoje me sinto assim, sinto que os livros me seguram em meio as pressões da vida. Gosto e amo fazer o que faço, além de ter a plena consciência que o meu maior presente em três anos de fanfics e um ano de livros publicados foram os leitores!

L. C. Qual o livro mais marcante que você leu até hoje?

A. S. O livro que mais me marcou foi “Talvez Um Dia”, da Colleen Hoover.

L. C. Em que momento de sua vida você decidiu que escreveria a série de “Janeiro a Janeiro” e compartilharia com pessoas desconhecidas?

A. S. A série De Janeiro a Janeiro não era para ser compartilhada com o público, na verdade. Tudo começou com uma pergunta no meu grupo do Facebook, no qual uma leitora, perto do dia do meu aniversário, me questionou qual presente eu adoraria ganhar que não tivesse valor físico, mas sentimental. Pensei por um longo tempo na resposta, até que me veio uma ideia maluca. Respondi a ela que ficaria realizada se a minha autora favorita escrevesse um conto em minha homenagem. Depois desse insight, não consegui abandoná-lo. Perguntei para as minhas leitoras se elas gostariam de ganhar algo assim, feito por mim. Uma série de contos que ia do mês de janeiro a dezembro. Elas se empolgaram muito e, para ser justo com todas, fiz um sorteio. As meninas que ganharam tiveram a oportunidade de escolher o gênero do conto, o nome dos personagens, as características físicas deles, onde se passaria a história e a decidir comigo algumas partes importantes do romance. Quando estava no conto de abril, sendo publicado pelo Wattpad, recebi o convite da Editora Charme para publicarmos a série em e-book na Amazon. Dessa forma, a série ficou conhecida e tanto eu quanto as leitoras que participaram, ficamos muito emocionadas.

L. C. Escrever um romance foi natural para você. Ou você teve que se esforçar bastante para transpor sua imaginação ao papel?

A. S. Acho que sempre tive isso em mim. Não encontrei dificuldade no começo, mas, hoje em dia, sabendo as técnicas e evoluindo a escrita, posso dizer que me prendo um pouco mais. Em meio à liberdade inocente de um primeiro romance, você é livre, no entanto, assim que nota seus erros e busca evoluir, se torna indiscutivelmente metódica e regrada.

L. C. De onde surgiu a inspiração para escrever “7 dias com Você”?

A. S. Minhas leitoras me desafiaram a criar um romance mais “sexy” dos que eu estava acostumada a escrever. O gênero erótico não era a minha praia, mas sim os new adults. Me lembro que me enviaram a música Love Me Like You do naquela onda de “Cinquenta Tons de Cinza” que tinha surgido e fiquei com a canção na cabeça por semanas, até me dar o estalo e eu precisar colocar tudo no papel. Primeiro veio a ideia de escrever um romance na praia, depois em alto-mar e, assim, um cruzeiro. Pensei que o personagem poderia ser um Rockstar e que a mocinha poderia ser modelo, então a ideia já foi evoluindo para um clube… ou um ambiente que fosse da alta-elite. Subitamente, escrevendo o prólogo, surgiu a tão maluca ideia de fazer escrever no cenário de um cruzeiro erótico.

L. C. Teve algum escritor(a) que influenciou você no tipo de escrita?
A. S. Acho que mesmo que um autor queira se influenciar em outro, não consegue. Meu sonho era escrever como a J.R Ward, mas sei que meu estilo é diferente do dela, e tenho consciência que ela possui anos luz a frente de mim na profissão. Dessa forma, quando percebi que escrever é mais como nossas digitais – únicas e intransferíveis -, soube que eu precisava buscar a minha própria identidade e desencanei.

L. C. Quais dicas você daria para quem está pensando em se aventurar na escrita de um livro?
A. S.  1) Escreva por diversão
2) Não se preocupe com o público. Ele vai vir.
3) Pesquise TUDO antes de começar. Desde o local onde você quer escrever o romance, a como construir um personagem, a como inserir o plot twist na história e também como fazer um roteiro.
4) Busque uma ferramenta de publicação gratuita para você conseguir mostrar o seu trabalho.
5) Não olhe para a grama do vizinho. O maior erro é ficar pensando que aquele autor ali escreveu um capítulo e bombou na internet enquanto você está no décimo e só conseguiu dez leitores.
6) Divulgue sua ideia, compartilhe com pessoas que você gosta e veja o que elas vão dizer.
7) Escreva sem se preocupar se está bom ou ruim. Somente quando você chegar ao final do livro e reler ele todinho, vai saber o que aprontou. Então, vá e siga o seu instinto.
8) Quando chegar ao fim, revise e releia várias vezes. Se autocritique, seja chato com você mesmo.
9) Não deixe que ninguém te diga que é um sonho impossível.

L. C. Alguma personagem é baseada em alguém que você conheça?  Ou você já colocou algum acontecimento de sua vida em seu livro?
A. S. A Lua Anderson é inspirada em uma amiga que eu tive no ensino médio e a Erin Price tem muita coisa da minha personalidade. Já coloquei acontecimentos reais da minha vida em livros, mas não nos que já tenho publicados.

L. C. O que é pior: começar ou terminar um livro?
A. S. Terminar, definitivamente. É a parte em que você quer chegar lá, mas não tem coragem de se despedir dos personagens.

L. C. Quais são seus autores favoritos?
A. S. Colleen Hoover, J.R Ward, Bianca Briones e Carina Rissi.

L. C. Você tem novos projetos em mente? Pode nos contar?
A. S. Nossa, eu tenho tantos projetos na cabeça! Bem, posso falar que assim que terminar a série Viajando com Rockstars, volto para o meu projeto antigo que teve uma pausa, já que decidi mexer no roteiro. Será uma duologia (Amor em Regras) e os livros se chamarão respectivamente: Regras da Atração e Regras da Paixão. Ainda não sei em que formato será publicado.

L. C. Gostaria de dizer algo para os leitores do Blog Lendo & Cozinhando?

A. S. Leitores, espero que tenham conhecido um pouco mais do meu trabalho nessa entrevista! Eu acho esse blog uma fofura e me sinto honrada de estar participando. Agradeço o espaço que as blogueiras me cederam, mas, além disso, agradeço a você que leu até aqui. Um beijo no coração e, para deixar uma mensagem: Nunca deixem de acreditar no sonho. A diferença entre o que está na sua cabeça e o que você pode tocar é apenas um passo.

Para saber mais sobre a Aline e seu trabalho acesse: Fanpage Aline Sant’Ana

Gente, espero que vocês tenham gostado da entrevista. Acho que vocês, de alguma puderam conhecer um pouco sobre a autora e sua obra 😉 Além do mais, a Aline, simplesmente, foi de uma simplicidade em suas respostas, que me deixou emocionada! Aline, muito obrigada por ter cedido essa entrevista ao Blog Lendo & Cozinhando! ❤ Desejamos muito sucesso e, claro, muita imaginação para que você continue nos presenteando com lindas histórias. ❤

Beijos e até o próximo post!

Malu 🙂

Anúncios

2 comentários sobre “[Entrevista] Papo literário com a escritora Aline Sant’Ana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s