[RESENHA] A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista, de Jennifer E. Smith

Sabe aquele livro fofo e gostoso de ler? “A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista” é este livro. A narrativa é contada em 24h em um pouco mais de 200 páginas.

download
Young Adult|| A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista|| Jennifer E. Smith|| Editora: Galera Record|| Páginas: 224|| Classificação: 4/5

Sinopse: Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

Olá, amores! Tudo bem?

Desculpem o sumiço, mas estou em uma correria, que ó! Vamos a resenha?

Hadley tem um casamento para ir, tudo estaria bem senão fosse o casamento de seu pai e por esse motivo ela adoraria não ter que prestigiar este acontecimento. Porém sua mãe a força a comparecer para que ela não tenha arrependimentos mais tarde. Mas Hadley não consegue perdoar seu pai. Como ele foi capaz de abandoná-la? Como ele pode reconstruir uma vida sem ela, sem a sua mãe? Era difícil compreender! Era difícil encarar a dura realidade! Era difícil aceitar que a sua família estava desfeita! Era difícil perdoar o pai! Mas difícil ainda era ter que cruzar o oceano para assistir de perto a felicidade dele ao lado de uma completa estranha.

FelizPáscoa

Porém alguns percalços da vida fazem com que ela se atrase e perca o voo. Enquanto aguarda uma eternidade pelo próximo, Hadley acaba conhecendo Oliver, um garoto inglês que pega o mesmo voo que ela, que senta ao seu lado, mas com história completamente diferente da sua. E naquele voo eles compartilham sonhos, vivências, tristezas, esperanças. E é aí que acabam se apaixonando!

Continuar lendo

[RESENHA] O Amor não tem Leis – #1, de Camila Moreira

(Conteúdo Adulto #18+)

Sabe aquele livro que você começa a ler sem muita pretensão? E você sem se dar conta fica simplesmente apaixonada pela estória? Pois é, “O Amor não tem Leis” é um desses livros. Fui fisgada pela narrativa de Camila Moreira. ❤

download
Romance Erótico|| O Amor não tem Leis|| Camila Moreira|| Editora: Suma de Letras|| Páginas: 288 || Classificação: 5/5

Sinopse: Alexandre Ferraz é um renomado advogado criminalista apaixonado pelo que faz. Além do sucesso inquestionável na carreira jurídica, também usufrui do impacto devastador que provoca nas mulheres a sua volta. E com a sua nova estagiária Maria Clara não seria diferente. Recém-chegada de uma temporada fora do país, quando acompanhou o então namorado e cantor pop Dereck Mayer em turnê pelo mundo, a estudante de Direito está determinada a cumprir as horas de estágio para finalmente ganhar o diploma, nem que para isso tenha de resistir aos hipnotizantes olhos azuis do dr. Ferraz. Assim como o seu chefe, a jovem leva uma vida descompromissada, curtindo o sexo oposto sem romantismo ou grandes demonstrações de afeto. O amor não tem leis traz a arrebatadora história de um homem e uma mulher que buscam, acima de tudo, o prazer, mas que quando colocados frente a frente terão de aprender a lidar com sentimentos até então desconhecidos para eles. O que esperar desses dois? O amor será capaz de transformá-los? 

Alexandre Ferraz é um renomado advogado criminalista. Ele trabalha no escritório de advocacia da família juntamente com seu irmão, Diego Ferraz. Juntos, formam uma excelente equipe. Alexandre é autoritário, arrogante, sexy e extremamente lindo. É avesso a relacionamentos sérios.

“Meu nome é Alexandre Mendes Ferraz. Os mais íntimos me chamam de Xande ou Alê, tanto faz. No ambiente profissional, limite-se a dr. Ferraz, mas se for entre quatro paredes, prefiro que me chame de… de… […] Entre quatro paredes, seu cérebro nem vai lembrar quem você é. O que dirá o meu nome.”

ferrazoantl

Nossa heroína não é nem um pouco diferente, Maria Clara é uma estudante de Direito e depois de uma longa viagem pelos Estados Unidos com um astro do rock, ela necessita de horas complementares para concluir seu curso com êxito. Sua amiga Priscila Ferraz sabendo disso resolve dá uma forcinha ao encaminhá-la a firma de advocacia da família. Clara é uma mulher divertida, determinada e forte. Não se deixa intimidar pelo Dr. Ferraz, muito pelo contrário, ela o enfrenta. Então vocês já podem imaginar que o embate entre eles será inevitável…

“Não me levem a mal. Sou uma versão feminina do homem cafajeste. Sempre respeito as pessoas, principalmente se são casadas ou comprometidas. Mas gosto de sexo e vivo da forma mais desprendida possível. Não sou uma vadia sem escrúpulos, mas não estou a fim de me prender a ninguém.”

claraoantl

Continuar lendo

[RESENHA] O Conde Enfeitiçado – Os Bridgertons #6, de Julia Quinn

Devo confessar a vocês que acho difícil eu me decepcionar com a Julia Quinn. Suas narrativas me enchem de diversão e amor na mesma medida. E qual não foi minha surpresa após eu ter me apaixonado pela vibrante Eloise? Julia me apresenta a delicada e determinada Francesca.

CondeEnfeiticado_17mm.indd
Romance de Época|| O Conde Enfeitiçado|| Julia Quinn|| Editora: Arqueiro|| Páginas: 304|| Classificação: 5/5 Favoritado ❤

Sinopse: Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton. Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele. Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite. Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz. No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.

O Conde Enfeitiçado é o sexto volume de oito livros, da escritora Julia Quinn, todos publicados pela Editora Arqueiro: O Duque e Eu, O Visconde que me amava, Um perfeito cavalheiro, Os segredos de Colin Bridgerton, Para Sir Phillip, com amor, O Conde Enfeitiçado, Um beijo inesquecível e A Caminho do Altar. Narram as aventuras da grande, amorosa e barulhenta Família Bridgerton, composta pela matriarca da família Violet e por seus oito filhos, a série conta com uma narrativa para cada um deles, apresentando-nos a família como um todo, porém priorizando as histórias de cada um dos seus membros, que são: Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth. O romance é narrado em 3ª pessoa e nos proporciona vislumbrar as nuances de cada personagem do livro.

Michael é um homem sensível e sem muitas pretensões. Leva uma vida despreocupada. Ele é e sempre foi livre e indiscutivelmente sedutor. No entanto, sua vida desmorona quando ele se vê apaixonado pela futura esposa de seu querido primo. Um sentimento que jamais poderia ser revelado. Apaixonado, ele guarda esse sentimento durante anos, sendo somente um bom amigo para Francesca e garantindo a felicidade dela e de seu marido. Mas nada disso diminui a dor de saber que jamais poderia ter o amor de sua vida em seus braços. Mas o que ele nem sequer imagina, é que a vida é algo fugaz. E que num simples piscar de olhos, tudo pode mudar…

“A vida era mesmo irônica, Michael costumava pensar quando estava de bom humor. Em seus momentos de estado de espírito menos agradável, lançava mão de um adjetivo bastante diferente.”

Francesca sempre se sentiu diferente em relação ao restante dos irmãos de sua família. Isso não significa que ela não os amasse, porque todos sabia que ela os amava, sim! Mas ainda assim ela se sentia estranha. Então quando ela conheceu John, ela viu a chance de viver como bem desejava. O amor entre eles não foi arrebatador, mas sim, o tipo de amor que vai se construindo tijolo por tijolo, até se tornar tão sólido como uma rocha. Além de ter um marido devotado e apaixonado ela ainda ganhou um grande amigo, tudo estava perfeito. Até que de repente a vida lhe mostra de tudo pode ruir. E ruiu…

“Francesca não gostava de achar que era covarde, mas entre ser covarde e tola, escolhia a primeira opção. De bom grado.”

Continuar lendo

[RESENHA] 8 Segundos, de Camila Moreira

(Conteúdo Adulto #18+)

Capa_8 segundos.indd
Romance Erótico|| 8 Segundos|| Camila Moreira|| Editora: Suma de Letras|| Páginas: 280|| Classificação: 5/5

Sinopse: O que fazer, quando dois mundos totalmente diferentes se chocam em uma realidade não esperada? Pietra sempre teve tudo o que desejava, mas após ser obrigada a passar trinta dias isolada em uma das fazendas da família, ela vai descobrir que nem tudo está ao alcance de suas mãos. Um peão de olhos azuis está tirando o sono da princesa da cidade. Lucas Ranger é um homem ligado às coisas mais simples da vida. Suas maiores paixões são o rodeio, o campo e os animais. Lucas não se deixa levar pelos lindos olhos verdes de Pietra, ele sabe que ela significa problema. Mas será que o cowboy indomável, irá se deixar laçar por uma menina de crista? Oito segundos… uma história de amor e paixão superando as diferenças. 

Olá, amores! Tudo bem?

Hoje vou falar sobre um livro que me surpreendeu e me tocou bastante. É incrível como me apaixonei pela escrita de Camila Moreira. 8 Segundos é um daqueles livros que te prendem do início ao fim. Camila reuniu elementos como: diversão, romance, drama e sensualidade que encantam o leitor. A narrativa inicia com uma mocinha mimada, com os personagens principais em guerra, mas que não conseguem esconder o desejo que sentem um pelo outro. Porém Camila nos surpreende quando nos revela que o romance aborda muito mais do que um amor carnal. Aborda um amor que ultrapassa as barreiras do preconceito, da vingança, da dificuldade. E mesmo que seja um romance clichê, é impossível não se apaixonar pela narrativa.

O romance é narrado sob dois pontos de vistas: o de Pietra e o de Lucas. Devido a morte precoce de sua mãe e a ausência de seu pai Pietra se tornou uma patricinha fútil e arrogante. Sua vida é regada a festas, roupas de griffe e pessoas que para ela não têm nenhum valor. Seu mais novo desejo é morar em Paris, mas para conseguir isso ela foi obrigada a passar um mês na fazenda de seu pai, o que para ela é um castigo.

Lucas, por sua vez, é o típico bom moço. Formado em Medicina Veterinária, o médico trabalha na fazenda do pai de Pietra, juntamente com seu tio e sua prima – que ele considera como uma irmã mais nova – é bem quisto por todos da região e faz o maior sucesso com as mulheres. Seu maior sonho é montar profissionalmente. Não é nem preciso dizer a vocês o quanto esses dois são diferentes, não é mesmo? E enquanto eles embarcam em um relacionamento de brigas e provocações, eles vão perceber que tem mais coisas em comum do que poderiam imaginar.

Continuar lendo

[RESENHA] A Rainha Vermelha, de Victoria Aveyard

A-Rainha-Vermelha
Distopia|| A Rainha Vermelha|| Victoria Aveyard|| Editora: Seguinte|| Páginas: 422|| Classificação: 5/5

Olá, amores! Tudo bem com vocês? 🙂

Gente, confesso a vocês que comecei a ler A Rainha Vermelha sem grandes expectativas, mas no decorrer da leitura eu fui ficando cada vez mais encantada com a narrativa. A Rainha Vermelha é um daqueles romances em que você ama e odeia um personagem na mesma medida. A escrita de Victoria Aveyard também me conquistou imensamente, pois ela conseguiu criar um mundo em que a sociedade é dividida pelo sangue: vermelho ou prateado com uma dosagem certa de drama e pouco romance. A história é narrada em primeira pessoa, sob o olhar de Mare Barrow e se passa no país de Norta.

Mare Barrow é uma menina de 17 anos que vive em um vilarejo com a sua família chamado: Palafitas. Ela possui sangue vermelho, ou seja, pertence a camada humilde da sociedade. Diferentemente de sua irmã caçula, Gisa, que tem a habilidade para bordar, Mare não possui nenhum dom que não seja o de roubar. Ela faz de tudo para sobreviver em um mundo que respira guerra, onde os prateados exploram os vermelhos. Onde aqueles com 18 anos que não tem nenhuma profissão são recrutados para a guerra. Mare está quase completando a idade de ser recrutada. O que a deixa menos triste quanto a esse inevitável recrutamento é que ela vai poder se juntar aos seus irmãos junto ao front.

“Os deuses ainda governam. Ainda descem das estrelas. Só não são mais gentis.”

Fotor_147069482969391

Continuar lendo

[RESENHA] Um Mais Um, de Jojo Moyes

Primeiramente, o que falar do livro de uma escritora que já ganhou meu coração há algum tempo? O que falar da escrita de Jojo? Ainda não li um livro da autora que não tenha gostado. Apesar de já ter me queixado com vocês, que simplesmente não entendo o motivo de Jojo ser contra os finais felizes, rsrsrs. Mas em Um Mais Um, essa característica da escritora ficou de lado. Ainda bem!

Sinopse: Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou. Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno gênio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá? Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de praia por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio. Começa então uma viagem repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de uma história de amor entre uma mãe solteira falida e um geek milionário.
Chick-lit|| Um Mais Um|| Jojo Moyes|| Editora: Intrínseca|| Páginas: 320 || Classificação: 5/5

Sinopse: Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou. Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno gênio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá? Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de praia por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio. Começa então uma viagem repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de uma história de amor entre uma mãe solteira falida e um geek milionário.

Oie, leitores! Vamos de Jojo Moyes hoje?

O romance nos apresenta quatro personagens principais intercalando a narrativa entre eles: Ed – o geek milionário que está sendo acusado de fornecer informações privilegiadas sobre sua própria empresa; Jess – uma mulher batalhadora que há dois anos cuida de sua filha e de seu enteado sozinha, sem a ajuda do imprestável de seu ex-marido Marty, que foi embora dizendo que estava em profundo estado de depressão, o que para Jess, de certa forma, foi um alívio; Tanzie, filha de Jess, um prodígio em matemática e Nick – o garoto gótico que sofre com o bullying de vizinhos, anda de cabeça baixa, devido às injustiças da vida, o que o torna um garoto introspectivo, viciado em videogame e em baseado.

Com o orçamento familiar apertado, qual não é a surpresa de Jess quando sua filha tem a chance de participar de uma Olimpíada de Matemática e ainda ganhar uma boa quantia em dinheiro se caso ela vencer. Dinheiro que tiraria a família do aperto e ajudaria Tanzie a estudar em uma renomada escola particular. O problema é que Jess não tem recursos para bancar a viagem da família à Escócia. Mas o destino vai unir essas pessoas que não tem nada em comum, pois em um ato de generosidade, Ed acaba por oferecer carona à família até a Escócia, já que ele já encontrou Jess enquanto ela fazia uma faxina na sua casa. Pode-se dizer que ambos não tiveram uma impressão muito boa sobre o outro. Só posso dizer que essa viagem nos reserva altas aventuras.  😉

Fotor_147018416852935

Continuar lendo